fbpx
X
Estamos atendendo normalmente!
Dor crônica

Segundo a IASP (International Association for the Study of Pain), a dor é definida como uma experiência sensorial ou emocional desagradável associada com dano tecidual real ou potencial. Isso resulta na ideia de que a dor possui uma condição multifatorial, envolvendo não apenas uma lesão direta em alguma região como a experiência que essa lesão gera podendo até mesmo não haver um dano real, dando mais importância a impressão de cada paciente sobre sua própria dor. Portanto, cada paciente tem a experiência da dor de uma forma diferente e as vezes essas experiências podem confundir não apenas quem sente a dor como o profissional que lida com ela.  

O atendimento multidisciplinar tem uma grande importância visto que essa experiência multifatorial e tratamentos tido como simples ou de pouca relevância ganham uma maior importância, como a mudança do estilo de vida, procurando hábitos alimentares mais saudáveis, atividade física regular, espiritualidade e melhores relações sociais/familiares. Dieta, sono, uso de substâncias, depressão, ansiedade, burnout, estresse, alterações posturais, tensão muscular devem ser temas abordados, pois são fatores perpetuantes do ciclo da dor.  

Fatores

Cada fator destes influencia e participam da experiência de dor. Um paciente com uma dor crônica tem a impressão da dor diferente em diferentes contextos: a dor tende a ser “menor” se ele estivesse em uma viagem dos sonhos e “maior” após a perda de um ente querido, por exemplo. Situações menores no dia a dia do paciente, portanto, como estresse no trabalho ou um conflito familiar pode sim melhorar ou piorar um quadro de dor crônica.  As mudanças nos hábitos de vida são necessárias e importantes para o manejo da dor crônica sendo estes e a terapia farmacológica os passos iniciais para o tratamento da mesma.  

Em muitos casos de dor, é possível a realização de diversos bloqueios minimamente invasivos, guiados por exame de imagem (ultrassonografia por exemplo), bloqueando apenas os nervos periféricos envolvidos no processamento da dor e por serem seguros estão cada vez mais ganhando importância devido a sua eficácia e praticidade. Segundo Dr. Pedro L. Ferreira: “Você não precisa aceitar a conviver com a dor, existem tratamentos adequados que exigirão esforços, sacrifício e desafios, mas o resultado será recompensador” – Dr Pedro L. Ferreira – CRM- 47480 RQE- 29508 – especialista em tratamento de dor.  

São diversas e variadas as indicações desses bloqueios em conjunto com o tratamento farmacológico e conservador sempre alinhando as expectativas e buscando uma melhora real dentro do contexto de cada paciente. 

Se você sofre com dor contínua ou recorrente que passam de três meses, isso é um sinal de alerta e recomendamos que busque um especialista em tratamento de dor crônica em Curitiba, assim você receberá as orientações e tratamentos ideais para seu caso.  

A InCórpore Centro Médico conta com excelentes especialistas da área, onde estamos há mais de 30 anos tratando dores e levando qualidade de vida.

Não espere para cuidar da sua saúde, agende sua consulta ou exame pelo nosso aplicativo InCórpore Saúde disponível na (App Store e Play Store), pelo nosso WhatsApp ou se preferir pelo telefone (41) 3335-2624.