fbpx
X
Estamos atendendo normalmente!
O que é Endometriose

É muito comum nos consultórios de ginecologia a queixa de pacientes que sentem fortes cólicas menstruais e dores durante a relação sexual. Esses sintomas podem ser um aviso de que essa mulher tem endometriose

A endometriose é uma afecção inflamatória, uma alteração no funcionamento do organismo,  causada por células do endométrio que não são expelidas e migram no fluxo oposto, caem nos ovários ou na cavidade abdominal e se multiplicam e voltam  a sangrar.

O que é o endométrio? É um tecido que reveste a parede do útero que influenciado diretamente pelos hormônios aumenta sua espessura e é expelido durante a menstruação da mulher ao final de cada ciclo. 

Assim, quando esse tecido cresce fora do útero,  como nos ovários, na bexiga e por fora do útero, acontece a endometriose

Sintomas

Uma das dificuldades de diagnosticar a endometriose é que ela pode ser assintomática, fazendo com que não seja notada e possa vir a evoluir para um quadro mais grave. Porém, quando há sintomas, eles se apresentam como: 

  • Cólica menstrual (dismenorreia) – de acordo com a gravidade da doença, aumenta de intensidade e pode impedir as mulheres de exercerem suas atividades diárias;
  • Dispareunia: dor durante as relações sexuais;
  • Sangramento menstrual intenso e irregular;
  • Dor e sangramento intestinais e urinários durante a menstruação;
  • Fadiga e cansaço;
  • Infertilidade.

Na maioria das vezes, o diagnóstico de endometriose acontece após os 20 anos, mas isso não significa que o endométrio não tenha se multiplicado antes da primeira menstruação da mulher. 

A endometriose profunda, a forma mais grave da doença, ocorre também quando endométrio cresce e se fixa em algum órgão tendo uma profundidade maior que 5 milímetros, causando danos significativos.

Diagnóstico

Quando há suspeita de endometriose, o ginecologista pode solicitar exames ginecológicos clínicos, exames laboratoriais e de imagem: visualização das lesões por laparoscopia, ultrassom endovaginal, ressonância magnética e um exame de sangue chamado marcador tumoral CA-125 para a confirmação do diagnóstico.  

Tratamento

A endometriose é uma condição crônica, ou seja,  não tem cura  e costuma parar de apresentar  sintomas após menopausa, quando ocorre uma redução nos hormônios que afetam diretamente o endométrio.

Porém,  não é normal e nem saudável que uma mulher sinta fortes cólicas. Por isso, é recomendado procurar um médico para obter um diagnóstico seguro de acordo com os sintomas e iniciar um tratamento assertivo. 

Conforme a gravidade dos sintomas, mulheres em idade fértil podem fazer o uso contínuo do anticoncepcional e análogos GnRH para suspender a menstruação e evitar as dores causadas pela endometriose. No entanto, é preciso considerar os efeitos colaterais causados pelo uso desses  medicamentos.

Lesões maiores de endometriose podem ser retiradas cirurgicamente. No caso de mulheres que já tiveram filhos, a remoção dos ovários e do útero também pode ser uma alternativa para o tratamento.

É importante lembrar que as cólicas menstruais não são algo natural da vida da mulher e que o aparecimento e intensidade desse sintoma deve ser comunicado ao ginecologista. 

A endometriose é uma condição que pode afetar a capacidade de engravidar e a qualidade de vida da mulher. Por isso, faça consultas periódicas ao ginecologista, realize os exames preventivos anualmente e, caso apresente qualquer sintoma, agende uma consulta médica. 

Na InCórpore Centro Médico, contamos com um corpo clínico na área de ginecologia pronto para cuidar da sua saúde e esclarecer todas as suas dúvidas. Faça o seu cartão MedInCórpore gratuitamente e tenha o melhor atendimento de Curitiba.