fbpx
X
Estamos atendendo normalmente!
Vacina – Prevenar 13

Anvisa aprova indicação da vacina Prevenar 13 para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos.

 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa) acaba de ampliar no país a indicação da vacina Prevenar 13, que protege contra infecções causadas pela bactéria Streptococcus pneumoniae, como é o caso da pneumonia. Desenvolvida pelo Pfizer, o imunizante já era indicado no Brasil para crianças de até seis anos de idade incompletos e adultos a partir dos 50 anos. Agora, poderá ser utilizado também por indivíduos entre 6 e 17 anos de idade.

A pneumonia pneumocócica é o tipo mais comum de pneumonia adquirida em comunidade. Nos Estados Unidos, a doença atinge cerca de 900 mil pessoas por ano e metade deste total necessita de hospitalização. No Brasil, as doenças respiratórias representam a quinta causa mais importante de morte. Nesse grupo de doenças, a pneumonia é a segunda causa mais comum de óbito e a principal de internação.

Em 2014, o sistema Único de Saúde (SUS) registrou, por exemplo, a internação de 15.730 crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos por pneumonia. As regiões mais afetadas foram o Nordeste e o Sudeste.

A pneumonia pneumocócica pode acarretar complicações importantes, como insuficiência respiratória e cardíaca. Pessoas com doenças crônicas, como Diabetes, são mais propensas a desenvolver doenças pneumocócicas e podem ter afetadas as suas funções físicas e vitais, atingindo a saúde de forma significativa.

Prevenar 13

A vacina pneumocócica conjugada 13- valente protege contra os sorotipos 1, 3, 4, 5, 6A, 6B, 7F, 9V, 14, 18C, 19A, 19F e 23F, que estão entre os mais prevalentes de modo geral. É a vacina pneumocócica conjugada mais usada em todo o mundo. Foi introduzida para uso em bebês e crianças em dezembro de 2009 na Europa e já está aprovada em mais de 120 países no mundo. A vacina também foi aprovada para adultos com 50 anos ou mais em mais de 90 países. Esse é o caso do Brasil, que em 2013 recebeu a aprovação da Anvisa para uso nesta faixa etária. A imunização já era indicada para crianças de até seis anos incompletos.

 

Fonte: Da redação do Jornal de Brasília (08.04.15)