X
Agende seu Exame ou Consulta
Whatsapp
E-mail
Clique aqui
Clique aqui
Dicas para reverter os maus hábitos e ter mais qualidade de vida
Força de vontade e pensamento estratégico fazem parte do processo

Hoje é comemorado o Dia Mundial da Saúde e nada melhor do que aproveitar essa data para fazer uma verdadeira reflexão sobre a vida. Afinal, como viver melhor? Quais hábitos adquirir e quais abandonar para cuidar da saúde e do bem-estar? Nem sempre é fácil fazer essa autorreflexão, mas ela torna-se necessária para eliminar os maus hábitos que, além de afetarem a saúde, tornam a vida mais difícil e menos prazerosa. Mas tudo é reversível e nunca é tarde para viver da melhor maneira possível.

Segundo o dr. Christian Roderjan, coordenador médico das UTIs clínicas do Hospital São Lucas Copacabana, é plenamente possível que qualquer pessoa abandone seus maus hábitos e tenha um estilo de vida saudável, mas isso não é um processo rápido. Serão necessárias muita determinação, paciência e a certeza de que a mudança trará melhorias para a vida, mesmo que elas não sejam notadas de imediato.

“Perceber que determinado hábito faz mal, como fumar, é o primeiro passo para se livrar dele. Estabelecer um pensamento estratégico e aplicar ações concretas para mudar essa situação também fazem diferença”, explica o médico.

Tudo pode fluir de maneira simples e fácil, então, que tal começar pela alimentação? Se der vontade de comer um chocolate depois do almoço, opte pelo meio amargo no lugar da versão ao leite, já que ele traz mais benefícios para a saúde e é igualmente saboroso. Não tenha medo de colocar legumes e verduras no prato: quando feitos do jeito certo, são gostosos e muito nutritivos, além de promoverem a perda de peso e o fortalecimento do organismo. Que tal deixar o refrigerante e a cerveja para o final de semana ou para uma ocasião especial, como uma saída com os amigos? No lugar deles, opte por sucos naturais ou água.

“O corpo também ganha muito com a adoção de hábitos saudáveis. Sempre que possível, substitua o elevador pela escada e o ônibus ou carro pela bicicleta. Aproveite uma caminhada para fortalecer os músculos e, de quebra, conhecer melhor seu bairro. Marque com os amigos para pedalar pela orla das praias da cidade”, indica o dr. Christian.

Mudar hábitos não é fácil e exige muita força de vontade e ações efetivas que promovam transformações. Além disso, é necessário ter claro quais são os objetivos e os recursos. Um fumante que queira abandonar o vício, por exemplo, deve diminuir gradativamente a quantidade de cigarros, usar adesivos ou chicletes de nicotina e fazer acompanhamento médico. Assim, a qualidade de vida aumenta e a longevidade também.

O apoio emocional e psicológico é fundamental para qualquer mudança de vida. Cercar-se de pessoas compreensivas, buscar a ajuda de um psicólogo ou entrar em um grupo de apoio com membros que tenham objetivos em comum são medidas que trazem um grande efeito positivo nessa caminhada.

Fonte:São Lucas Copacabana | Por Dr. Christian Roderjan