fbpx
X
Agende seu Exame ou Consulta
Whatsapp
E-mail
Clique aqui
Clique aqui

Sintomas cardiovasculares atípicos são negligenciados por pacientes e profissionais da saúde

Dor no peito de forte intensidade, irradiada para os braços, associada a suor intenso e náuseas – cuidado, você pode estar sofrendo um infarto. Esse alerta é conhecido pela maior parte das pessoas e provavelmente motivaria a procura por atendimento médico. O problema é que a doença cardíaca nem sempre se apresenta dessa forma clássica e, eventualmente, seus sintomas podem ser atípicos e serem confundidos com outras condições de saúde, geralmente menos graves.

Recentemente, um estudo britânico avaliou os sintomas de pacientes que morreram em decorrência de um infarto e descobriu algo alarmante: cerca de metade destes pacientes procuraram atendimento médico no mês que antecedeu sua morte, porém seus sintomas não foram considerados como decorrentes de doença cardíaca.

Esta constatação traz uma frustração grande aos médicos, já que o tratamento do infarto no tempo apropriado é considerado um caso de sucesso na medicina. Drogas modernas, realização precoce do cateterismo cardíaco e a desobstrução das artérias com angioplastias ou cirurgia mudam significativamente a chance de morrer e a chance de sequelas importantes. O fato de os pacientes terem tido a oportunidade de um diagnóstico e tratamento apropriados e isso não ter acontecido é realmente algo lamentável.

Os principais sintomas relatados por estes pacientes foram:

– Mal-estar inespecífico.

– Falta de ar ou fadiga.

– Desconforto inespecífico no peito.

– Tonturas ou desmaios.

– Dores na região do estômago.

– Apenas náusea ou suor intenso.

– Ansiedade intensa.

O diagnóstico muitas vezes foi atribuído a problemas de digestão, resfriados, pneumonia e transtornos de ansiedade.

Um dado já conhecido, confirmado também neste estudo, é que mulheres, idosos e pacientes com diabetes tem uma chance maior de apresentar estes sintomas atípicos.

Ainda neste contexto, uma situação relativamente frequente é o paciente ir até um pronto socorro com um sintoma duvidoso, faça exames para excluir um infarto e ser liberado após exames normais. É preciso lembrar que a maior parte destes pacientes devem continuar a investigação no consultório, porque podem na verdade estar apresentando sintomas premonitórios.

Em resumo, a presença de sintomas cardíacos atípicos pode dificultar o diagnóstico da doença cardíaca. A presença deles, especialmente nos pacientes de risco cardiovascular elevado (tabagistas, portadores de hipertensão arterial, diabetes e problemas de colesterol) devem motivar uma investigação detalhada.

Por: Dr. Wilton Francisco Gomes
Médico Cardiologita na InCórpore Centro Médico

* Referências:

http://www.bbc.com/portuguese/geral-39131472

http://veja.abril.com.br/saude/conheca-os-sinais-ignorados-antes-de-um-infarto/

http://www.thelancet.com/journals/lanpub/article/PIIS2468-2667(17)30032-4/abstract