fbpx
X
Estamos atendendo normalmente!
Saúde bucal e a sua importância na prevenção de doenças

Quando falamos em saúde bucal, o primeiro pensamento que vem à nossa cabeça são os cuidados que devemos ter com os dentes para ter um sorriso bonito, para mantê-los em bom estado e ter uma boa aparência.

Porém, cuidar da saúde bucal vai muito além da questão estética. A região da boca tem uma grande importância para o bom funcionamento do organismo, para o nosso bem-estar, para nossa qualidade de vida e para a prevenção de doenças em outros órgãos dos sistemas respiratório, cardiovascular, digestivo, entre outros.

A boca é a maior cavidade do corpo humano, tem contato direto com o meio ambiente e interage com todas as estruturas do corpo, sendo a porta de entrada para bactérias e microorganismos. Por isso, ter bons hábitos de higiene oral é uma das maneiras mais efetivas de combater o desenvolvimento de infecções e inflamações locais.

Higiene Bucal

Recomenda-se a todos que seja feita a escovação diária, após cada refeição e antes de dormir, usando uma escova de dentes de tamanho adequado, com cerdas macias e um creme dental com flúor, sempre acompanhada do uso de fio ou fita dental.

É importante lembrar que além da higiene bucal feita em casa, a visita periódica ao dentista em todas as fases da vida é essencial para a saúde bucal. Já que algumas doenças da boca são observadas durante a consulta e precisam de tratamentos específicos.

Mas com que frequência é preciso consultar um dentista?

Segundo a dentista da InCórpore Centro Médico, Dra. Ana Paula Locatelli Muniz, o tempo ideal para ir ao consultório odontológico varia de acordo com a necessidade de cada paciente, mas a orientação é que as visitas aconteçam com um intervalo entre 6 meses a 1 ano.

“Há casos em que as pessoas devem consultar com um especialista assim que perceberem sintomas como sangramento constante da gengiva, aftas recorrentes na boca ou garganta, dor de dente, ao quebrar ou trincar um dente e, no caso das mulheres, durante o período de gestação”, explica Ana Paula.

Hábitos alimentares

Outra maneira de manter a qualidade da saúde bucal é ter uma alimentação equilibrada, consumindo com moderação café, bebidas alcoólicas e alimentos ricos em açúcar, pois estes podem deixar a boca mais seca ao reduzir a salivação, mais ácida e propensa a desenvolver cáries e doença periodontal.

Em contrapartida, existem alimentos que contribuem para o cuidado com a saúde bucal, como a maçã, a pêra e a laranja que ajudam na remoção de resíduos. Legumes, verduras, alimentos ricos em cálcio e cereais são fontes de nutrientes importantes para a saúde dos dentes.

“Qualquer alimento que ingerimos deixa um certo resíduo nos dentes e na boca. Por isso, não podemos classificá-los como bons ou ruins, mas cuidar do consumo excessivo dos que são facilitadores de doenças bucais como a cárie e o tártaro”, afirma a dentista Ana Paula Locatelli Muniz.

Doenças bucais mais comuns

Algumas doenças bucais são mais frequentes nos consultórios odontológicos e o tratamento pode exigir consultas frequentes ao especialista, exemplo:

  • cáries;
  • gengivite;
  • tártaro;
  • mau hálito;
  • doença periodontal.

“A cárie é considerada um grave problema de saúde pública e, mundialmente, reconhecida como uma das doenças crônicas mais comuns. Se não houver mudança nos hábitos de higiene e alimentação, nem acompanhamento odontológico, a cárie pode levar à perda dos dentes. Essa doença é responsável por grande parte das perdas dentárias no Brasil”, alerta a dentista.

Odontologia em Curitiba

Se você apresenta algum sintoma de doença bucal, ou procura um dentista para acompanhar a sua saúde bucal, agende uma consulta com a Dra Ana Paula Locatelli Muniz, na InCórpore Centro Médico.

Com atendimento humanizado e ambiente acolhedor, a InCórpore tem como missão proporcionar atendimento médico especializado, qualidade de vida e orientar sobre ações que ajudam na prevenção de doenças.

Quer saber mais dicas de cuidados com a saúde ? Acompanhe aqui o blog Sua Saúde .