fbpx
X
Estamos atendendo normalmente!
Coronavírus: o que é e como se proteger

O Coronavírus, ou COVID-19,  já se espalhou por quatro continentes. Look into personal book of ra no deposit bonus. Saiba mais sobre o vírus, sua propagação e como se prevenir!

O COVID-19 se tornou o assunto do momento. Já são mais de 100 países com registros da doença e a Organização Mundial da Saúde (OMS) já definiu o caso como uma pandemia. Ou seja, uma doença que se espalha rapidamente por diferentes regiões do globo, que não está restrita apenas a uma localidade específica.

O vírus é uma mutação de uma família de Coronavírus, conhecida pelos cientistas desde 1960. Esse novo vírus foi identificado primeiramente na China e ainda não se sabe a causa para sua mutação. O primeiro alerta da doença, emitido pela OMS, aconteceu em 31 de dezembro de 2019. De acordo com o boletim mais recente emitido por eles (20 de março de 2020), já são mais de 200 mil casos em todo o mundo e mais de 8 mil mortes.

Foram tomadas diversas medidas pelo mundo para controle do vírus. Saiba um pouco mais sobre cada medida de prevenção e o que você pode fazer para se proteger nesse momento:

Leia mais: Coronavírus: o sinal de alerta do momento

Medidas mundiais para contenção o vírus

Aqui no Brasil, o Ministério da Saúde anunciou uma série de recomendações gerais para todos os estados, como:

  • Isolamento voluntário de uma semana para quem voltou de viagem ao exterior;
  • Isolamento em casa ou no hospital por 14 dias para quem apresentar sintomas;
  • Cancelamento ou adiamento de grandes eventos;
  • Antecipação de férias ou aulas online para estados que registraram transmissão comunitária do vírus (quando não é possível identificar a origem da infecção).

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, recomendou que a população evite viajar, diminua o contato pessoal e trabalhe em regime home office sempre que possível. Lugares cheios, como teatros e cinemas, também devem ser evitados. As escolas continuam abertas em todo o Reino Unido e, apesar da recomendação sobre viagens, não foram definidas restrições.

Na França, medidas mais restritivas foram anunciadas a partir do dia 17 de março: toda a população deve ficar em casa por 15 dias, salvo exceções para deslocamentos essenciais. Violações contra essa medida serão passíveis de punição.

A Alemanha também está tomando medidas para diminuir o contato social da população, com fechamento de lojas, casas noturnas e bares. As aulas foram suspensas, grandes aglomerações foram proibidas e o país ainda fechou fronteiras com a França, Suíça, Áustria e Luxemburgo.

Os EUA restringiram viagens aos países da União Europeia, Reino Unido e Irlanda. Pessoas que estiveram em algum desses países estão impedidos de entrar em território americano. As escolas também foram fechadas.

No Canadá as fronteiras estão sendo fechadas a quem não seja cidadão canadense ou seja residente permanente do país. A partir do dia 18 de março apenas quatro aeroportos, em todo o território, aceitam voos internacionais.

A Argentina, primeiro país a registrar morte pelo COVID-19 na América Latina, teve suas aulas suspensas pelas próximas duas semanas e alguns voos internacionais também sofreram restrições. Na Bolívia, o governo declarou emergência nacional até o dia 31 de março. A Colômbia decretou estado de emergência sanitária e até o dia 30 de março e a fronteira com a Venezuela será fechada.

Governos locais e medidas preventivas

Aqui no Paraná, o atual governador Ratinho Júnior, anunciou uma série de medidas preventivas em um decreto assinado no dia 16 de março. As aulas da rede estadual serão suspensas a partir do dia 20 por tempo indeterminado. Na rede municipal de Curitiba, as aulas serão suspensas por 14 dias, a contar do dia 23 de março.

Os eventos públicos promovidos pelo Estado também serão postergados. Museus, bibliotecas, teatros e centros culturais serão fechados por tempo indeterminado.

Os servidores públicos estaduais que estejam em grupo de risco (acima de 60 anos, com doenças crônicas, gestantes, lactantes ou que regressaram de viagens a locais com surto), deverão realizar trabalho remoto por 14 dias.

O governador ainda determinou uma força-tarefa com as secretarias da Saúde, Segurança Pública e Agricultura e Abastecimento, para atuar nas fronteiras do Paraná, averiguando e orientando a movimentação de pessoas.

Sintomas

Os sintomas da COVID-19 podem mudar de pessoa para pessoa, mas em geral podem ser:

  • Febre
  • Tosse seca
  • Dificuldade para respirar (fôlego curto)
  • Congestão nasal
  • Garganta irritada
  • Dores no corpo
  • Insuficiência renal (casos mais graves)

A recomendação é só procurar uma unidade de saúde quando os sintomas forem persistentes e bem claros: febre, tosse seca e dificuldade em respirar.

Principais formas de contágio

Pesquisas apontam que a primeira transmissão ocorreu de um animal para um humano. E depois disso passou a ocorrer entre as pessoas. Por ser um novo vírus, advindo de uma mutação, os cientistas ainda não sabem sua capacidade exata de transmissão.

Cientistas ingleses estimaram que sua taxa de transmissão é de duas a três pessoas para cada uma infectada. O estudo foi feito com bases preliminares e baseado em epidemias anteriores.

Como se proteger

A Organização Mundial da Saúde recomendou medidas básicas de proteção contra o vírus:

  • Lave frequentemente as mãos, com água e sabão, por pelo menos vinte segundos
  • Na falta de água, use o álcool gel 70%
  • Cubra a boca ao tossir ou espirrar – lave as mãos logo em seguida
  • Evite passar as mãos nos olhos, nariz ou boca
  • Mantenha um metro de distância de pessoas que estão espirrando, tossindo ou com febre

Esses cuidados básicos são essenciais para achatar a curva de contágio no Brasil. Quanto mais pessoas aderirem a essas medidas de prevenção, mais lenta será a disseminação da COVID-19.

A curva de contágio é um gráfico que representa o crescimento da transmissão do vírus. É importante “achatar” essa curva, ou seja, reduzir a velocidade da contaminação, para que não haja um pico muito alto de pessoas contaminadas. Com essas medidas básicas é possível evitar a sobrecarga dos serviços de saúde e também prevenir a morte pelo vírus.

Medidas preventivas aqui na InCórpore Centro Médico

Aqui na Incórpore Centro Médico, sempre priorizamos a segurança de todos os nossos pacientes e profissionais. Por isso, para evitar o aumento da transmissão, pedimos que até o dia 31 de março, todas as consultas, exames e procedimentos que não são urgentes, sejam adiados. Essa é uma orientação da Agência Nacional de Saúde (ANS), para desacelerar o processo de contaminação pela Covid-19.

Os pacientes que precisarem vir até a InCórpore não precisam ficar preocupados. Estamos seguindo o protocolo de atendimento que foi recomendado pela Secretaria de Saúde:

  • Vamos atender imediatamente quem estiver tossindo ou espirrando
  • Oferecemos álcool em gel e lenços de papel;
  • As enfermeiras e médicos, vão usar máscara, óculos, avental descartável e luvas, antes de ter contato com esses pacientes;
  • Reservamos salas específicas para atender pacientes com esses sintomas;
  • Temos uma ala separada para que as gestantes possam aguardar suas consultas.

Além disso, pedimos que se for necessário acompanhante, traga apenas uma pessoa – para evitarmos aglomerações.

 

Ficou com alguma dúvida, ou quer remarcar a sua consulta e exame? Entre em contato conosco: Se precisar marcar uma consulta, entre em contato pelo telefone (41) 3335-2624 ou WhatsApp (41) 99828-1051.