fbpx
X
Estamos atendendo normalmente!
Infecção hospitalar: o que é e como evitar

Numa época atípica, prevenir é essencial para não remediar. De acordo com estudo divulgado pela OMS em 2018, o Brasil tem uma média de 14% de contaminação por infecções hospitalares: uma porcentagem acima da média global que ocorre em 10% dos pacientes.

São muitos os casos de infecção hospitalar que acontecem diariamente no Brasil e no mundo. Por essa razão, as equipes dos profissionais de saúde zelam muito pela segurança dos pacientes.

Todos os hospitais possuem protocolos para evitar que o espaço seja contaminado, mas o risco de bactérias e vírus novos frequentando o ambiente é uma constante na rotina hospitalar.

Afinal, o que é uma infecção hospitalar? Basicamente, são doenças causadas por microrganismos como bactérias, fungos, parasitas ou vírus, que acontecem em algum período de internação no hospital e podem manifestar sintomas durante ou após a alta do paciente.

A infecção hospitalar tem um risco maior de acontecer em bebês, pessoas com idade mais avançada ou em pessoas com o sistema imunológico debilitado. Para evitar maiores complicações, todo cuidado é pouco.

Garantindo a segurança de sua saúde

De modo geral, existem algumas medidas usadas pela equipe hospitalar para ajudar na prevenção de infecções. É sabido que na rotina dos hospitais, as mãos ainda constituem a principal via de transmissão de bactérias e vírus.

Por essa razão, é extremamente importante lavar as mãos sempre. Também é recomendado usar desinfetantes à base de álcool e materiais de proteção, como roupas especiais e luvas de proteção. Estes são os procedimentos mais comuns como medidas de prevenção.

Contudo, as melhores medidas para não correr o risco de infecções ainda é higienizar as mãos sempre e garantir a esterilização de todos os equipamentos. Por isso, é muito importante estar atento ao modo como a equipe realiza cada processo.

Além desses fatores, é crucial observar o uso de adornos pela parte das equipes. Por exemplo, relógios, anéis ou brincos, são superfícies que podem estar contaminadas e transmitir microrganismos mais facilmente.

O essencial é que as equipes façam uso dos EPIs (equipamentos de proteção individual) para garantir a segurança de todos.

Consultar regularmente seu médico de confiança é um passo a mais para garantir sua saúde por completo. Aqui na InCórpore contamos com uma equipe de profissionais disposta a avaliar sua situação e encontrar a melhor solução para seu caso. Entre em contato pelo telefone (41) 3335-2624 ou pelo WhatsApp (41) 99828-1051.