fbpx
X
Estamos atendendo normalmente!
Janeiro Branco e saúde mental

O ano de 2021 já começa com uma importante campanha sobre saúde mental. Saiba mais sobre o movimento e a importância de cuidar da saúde mental

Entre o fim de um ano e começo de um novo, é comum que muitas pessoas tracem novas metas e objetivos, visando alcançar seus sonhos ou mesmo melhorar a qualidade de vida de uma forma geral. É um período que traz muita esperança e expectativa sobre os próximos doze meses.

Mas o começo de um novo ano também pode trazer muita ansiedade, por ser um período de muita reflexão – o que pode prejudicar a nossa saúde mental. Por essa razão, começou a campanha Janeiro Branco, promovendo a conscientização sobre a importância de cuidar das doenças emocionais, como a ansiedade e depressão – especialmente no começo de um novo ano.

Trazer esse debate ao público é extremamente importante, afinal muitas pessoas têm adoecido no Brasil. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 12 milhões de brasileiros sofrem com a depressão. A ansiedade também conta com números alarmantes, afetando quase 20 milhões de brasileiros. Incluindo o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), estresse pós-traumático, ataques de pânico e até mesmo problemas de fobia.

Conheça mais sobre a campanha Janeiro Branco e a sua importância no debate sobre a saúde mental dos brasileiros:

Janeiro Branco

A campanha foi criada em 2014 por um grupo de psicólogos de Minas Gerais. O seu principal objetivo é chamar a atenção para questões e necessidades relacionadas à saúde mental e emocional das pessoas. No site oficial da campanha, os idealizadores explicam que o mês de janeiro foi escolhido por sua simbologia cultural. É um momento em que as pessoas estão mais dispostas a refletir sobre a vida, atentar para suas emoções e relações sociais. Uma época que pode inspirar a reescrita de suas histórias de vida.

A proposta institucional da campanha é bem objetiva. Buscando sensibilizar mídias, instituições sociais, públicas e privadas, em relação à importância de projetos estratégicos, espaços sociais e iniciativas socioculturais. Para mover essas campanhas, o projeto conta com diversos materiais de divulgação e é possível até mesmo planejar ações em nome da campanha.

A saúde mental era vista como um grande tabu até alguns anos atrás. O Janeiro Branco visa abrir esse diálogo, demonstrando que a saúde mental é tão importante quanto a física. Mas, com a falta de diálogo, muitas pessoas podem sofrer com doenças mentais e nem se dar conta disso. Por essa razão o Janeiro Branco se torna essencial para trazer mais informações sobre o assunto. Transtornos emocionais, como a depressão e a ansiedade devem ser discutidos de forma mais aberta, para que possam ser devidamente prevenidos e tratados.

A Dra. Maria Fernanda Carvalho explica mais sobre a saúde mental

 

Como cuidar da saúde mental

Segundo dados da OMS, mais de 300 milhões de pessoas sofrem de depressão em todo o mundo. Esse transtorno emocional é frequente, e pode atingir pessoas de qualquer idade ou classe social. Para garantir uma alta qualidade de vida é essencial cuidar também da saúde mental.

O Ministério da Saúde reforça que com alguns hábitos de vida saudáveis, é possível cuidar do corpo e da mente. Como por exemplo:

  • Praticar exercícios físicos;
  • Manter uma alimentação saudável;
  • Reforçar laços de amizade;
  • Apreciar momentos em família;
  • Ter um sono de qualidade;
  • Não ter vergonha de procurar ajuda profissional

Muitas pessoas podem ter vergonha de admitir a necessidade da terapia e acompanhamento psicológico. Porém este é um tabu, que também precisa ser desconstruído. A campanha Janeiro Branco busca explicar que o bem-estar emocional está diretamente ligado à qualidade de vida. Ou seja, todas as pessoas apresentam problemas emocionais e a terapia pode ser o melhor caminho para resolvê-los.

O Janeiro Branco é essencial para que possamos falar abertamente sobre a saúde mental. Trazendo conhecimento para um número cada vez maior de pessoas, contribuindo para o debate e desconstrução de ideias erradas sobre a saúde mental e a necessidade de terapia.

Nós preparamos um material especial com cuidados para a sua saúde física e mental durante esse período de pandemia.  Faça o download gratuito agora mesmo:

 

Em todo caso, é preciso de um médico especialista para um diagnóstico preciso de doenças emocionais, como as condições de ansiedade e depressão, que precisam de um tratamento adequado e a longo prazo. Aqui na Incórpore ainda não atendemos a especialidade de psiquiatria, mas contamos com médicos neurologistas que, dependendo do diagnóstico e fase de tratamento, podem auxiliar. Estamos atendendo na clínica normalmente e via teleatendimento. Aqui você encontra mais de 30 especialidades clínicas à sua disposição

Agende sua consulta através do nosso site, telefone (41) 3335-2624 ou WhatsApp (41) 99828-1051.